Notícias

20/02/2019 | ESCOLHA DO NOVO CONSELHEIRO: CRITÉRIOS POLÍTICOS QUE SEGUEM DESAGRADANDO A SOCIEDADE CIVIL E A POPULAÇÃO CAPIXABA


No último dia 19/02/19, novamente, os representantes políticos do povo capixaba decidiram pelos seus interesses corporativos em detrimento dos interesses da sociedade ao eleger para o cargo de conselheiro do tribunal de contas um aliado político do governador do  estado, a saber, o Sr. Luiz Carlos Ciciliotti, presidente estadual do PSB, partido do próprio Governador Renato Casagrande. 

Destaque-se que nada temos contra a pessoa escolhida, mas tudo temos contra a maneira como se deu o processo.

Momentos como esse - de escolha de um dirigente de um órgão que pode e deve ser importante para a sociedade - não deveriam se perder em arranjos políticos que só fazem assegurar o desgaste da democracia e das instituições.

Não é aceitável que a indicação política para este importante cargo de controle institucional se sobreponha aos critérios técnicos e constitucionais previstos em nossa Carta Magna Estadual.

Não é admissível que, em conjuntura tão angustiante para o país e o mundo, agentes políticos ajam de maneira tão auto-centrada e não busquem a colaboração e a participação dos cidadãos para a construção de uma nova estrutura de poder.

A escolha de aliados políticos para fiscalizar as contas de quem os indica parece configurar conflito direto de interesses e, portanto, uma prática que precisa ser abolida por instituições que pretendam o combate a corrupção de forma integrada e criteriosa.

Cumpre-nos lembrar que o governador, quando legislava em nome de nosso estado em 2007, afirmou que o cargo de conselheiro deveria ser ocupado por concurso público, portanto, deixou escapar a oportunidade de manter a mesma linha de pensamento para avançarmos num plano de controle institucional em nosso estado.

Por fim, sugerimos que sejam retomados os esforços de nossa bancada legislativa estadual no sentido de estabelecer regras de escolha do cargo de Conselheiro que estejam alinhados com as Novas Medidas Contra a Corrupção e o projeto Conselheiro Cidadão, criado em 2014 para oportunizar aos cidadãos e cidadãs, que preencham os requisitos constitucionais, a eleição para o cargo.

Vitória - ES, 20 de Fevereiro de 2019

TRANSPARENCIA CAPIXABA
"Contra a Corrupção, a favor do Espírito Santo"



Leia também:

20/02/2019
ESCOLHA DO NOVO CONSELHEIRO: CRITÉRIOS POLÍTICOS QUE SEGUEM DESAGRADANDO A SOCIEDADE CIVIL E A POPULAÇÃO CAPIXABA

29/01/2019
Das nomeações para cargos do governo do Estado do Espírito Santo

27/01/2019
NOTA: Resistir é preciso De Mariana à Brumadinho impera a ineficiência e irresponsabilidade pública e privada

04/01/2019
NOTA: Inciso aprovado no estatuto do COAF gera preocupação

05/11/2018
TRÊS ANOS DO DESASTRE DO RIO DOCE - NOTA PÚBLICA DA TRANSPARÊNCIA CAPIXABA EM ATENÇÃO ÀS FAMÍLIAS ATINGIDAS E ÀS ENTIDADES SOCIOAMBIENTAIS QUE LUTAM POR JUSTIÇA



(c) 2009-2013. Transparência Capixaba - Todos os direitos reservados. Porto - Internet de Resultados.
Porto - Internet de Resultados